Sabemos que o atendimento jurídico está mudando. Podemos auxiliar nas decisões do seu negócio.

FALE COM O CONSULTOR

Notícias

Empresa de ônibus é condenada por atraso de 5 horas em viagem

categoria:

A juíza do 7º Juizado Especial Cível de Brasília condenou a Viacão Itapemirim S.A a pagar a passageiro valor a título de indenização por danos morais por atraso de mais de 5 horas na chegada ao destino, prejudicando o compromisso que teria em Belo Horizonte.

 

De acordo com os autos,  o passageiro viajava de Brasília a Belo Horizonte, com o intuito de participar da XXX Edição dos Jogos Acadêmicos de Policiais e Bombeiros Militares do Brasil, em ônibus de propriedade da Itapemirim. No entanto, houve falha nos serviços prestados pela empresa uma vez que o veículo apresentou defeito, o que acarretou um atraso de mais de cinco horas na chegada ao destino final, prejudicando sua participação nos jogos acadêmicos. Por outro lado, a Viação Itapemirim não apresentou contestação no prazo nela determinado, então os fatos narrados pelo autor foram considerados verdadeiros.

 

O juiz decidiu que os diversos problemas apresentados nos ônibus de propriedade da parte ré, o que ocasionou um atraso de mais de cinco horas na chegada ao destino final, frustrou a expectativa do consumidor de obter a prestação de serviço conforme previsão inserta no contrato de transporte. Portanto, evidenciada a falha na prestação de serviços, certo é o dever de indenizar o passageiro pelos prejuízos por ele sofridos (artigo 14 do CDC). De fato, demonstra-se indene de dúvidas que os fatos narrados na inicial geraram ansiedade, angústias, inseguranças, aflição e desconforto que ultrapassam a esfera da normalidade, atingindo os direitos de personalidade do autor, razão pela qual a condenação da requerida a reparar o dano moral por ele sofrido é medida que se impõe.

 

Fonte: Sintese

 

Saiba mais sobre assessoria e consultoria jurídica! A Rubens Andrade Advogados é um escritório de advocacia empresarial de Juiz de Fora (MG) e Belo Horizonte (MG) com profissionais especialistas em diversas áreas do direito. Agende uma visita conosco!

Notícias relacionadas:

A lei trabalhista obriga municípios e estados a pagar os encargos dos trabalhadores diante da ordem de paralisação das empresas?

30/03/20

A legislação trabalhista diz que em caso de paralisação das atividades da empresa por ato do Est...

Receita Federal insiste em cobrar contribuição previdenciária (INSS) sobre terço de férias o que é contrário à decisão do STJ

19/01/15

Receita Federal insiste em cobrar contribuição previdenciária (INSS) sobre terço de férias o qu...

Imobiliária poderá reter apenas 10% de valor do contrato devido a recisão

01/12/14

Em caso de distrato, imobiliária pode reter apenas de 10% a 25% do valor total do contrato

Fale com um consultor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *