Sabemos que o atendimento jurídico está mudando. Podemos auxiliar nas decisões do seu negócio.

FALE COM O CONSULTOR

Notícias

Governo mineiro muda regras de fiscalização

categoria:

O Fisco mineiro pode desconsiderar ato ou negócio jurídico se perceber a falta de propósito negocial ou o abuso de forma jurídica. Um novo decreto disciplina os passos para o agente fiscal aplicar isso. Pela interpretação de especialistas, porém, havendo ou não simulação na realização do negócio a empresa poderá ser autuada. Assim, a norma aumentaria o risco de autuações para planejamentos tributários legítimos.

 

Trata-se do Decreto nº 46 .329, publicado no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira. Ele altera o Regulamento do Processo e dos Procedimentos Tributários Administrativos (RPTA) de Minas.

 

O decreto trata da fiscalização contra a evasão fiscal, que é a forma de dissimular fato gerador do imposto para não pagar imposto. No Brasil, a principal corrente considera que, no caso de simulação, o imposto só pode ser exigido se comprovada a intenção, a má-fé.

 

“A preocupação é em relação aos limites para a desconsideração do ato ou negócio jurídico, para não afetar o planejamento legítimo”, afirma o advogado Marcelo Jabour, presidente da Lex Legis Consultoria Tributária.

 

Antes dessa norma já havia um certo risco, segundo Jabour, porque a ausência de propósito negocial, muitas vezes, é confundida pelo Fisco com a inexistência de motivo para determinada operação, se não a economia fiscal. “Teria que ser comprovado também que a operação não é a que o contribuinte diz que é, uma operação falsa, para poder haver autuação”, diz Jabour.

 

Fonte: Valor Econômico

 

Notícias relacionadas:

Conceito de distribuidor hospitalar é ampliado

19/02/14

O Fisco mineiro promoveu alteração no RICMS-MG/2002 para ampliar o conceito de distribuidor hospit...

Regras para envio da ECD ao Fisco são publicadas

20/12/13

A partir do ano que vem, as empresas deverão enviar ao Fisco a Escrituração Contábil Fiscal (ECF...

Empresas são liberadas do Sped mineiro

06/12/13

Os contribuintes de Minas Gerais não precisam mais adotar ao chamado “Sped mineiro”. O sistema ...

Fale com um consultor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *